Skip to content
março 26, 2010 / ASCOM

Emenda Ibsen é inconstitucional

Como sempre no nosso país os temas vão caindo aos poucos, mas aqui continuamos alertas ao que anda acontecendo.
Este post é em resposta um comentário recebido  na foto que coloquei dos senadores que estão na luta pelo Rio.

Vamos pontuar algumas questões levantadas pelo nobre colega:

  1. Sim, nossa Constituição deixa claro que são bens da União. Mas os contratos feitos sobre a distribuição praticada estão baseados na mesma e tem ocorrido com perfeita execução. A proposta é a seguinte, o que está acontecendo até hoje permaneçamos pois seria um rombo na receita dos nossos municípios, já o que será recebido pelo pré-sal aí sim dividido igualitariamente. Vai uma ressalva técnica, você sabia que o pré-sal sairá mais barato, por ser mais fácil o refino e transporte, trazendo assim mais lucro?
  2. Sim Ibsen e Cabral são do mesmo partido. Mas conhece a história de Cabral por exemplo? Começou sua vida política no PMDB de hoje, mas no meio lá em 92 filiou-se ao PSDB, partido que o relegeu como deputado,  e  retornou a seu partido de origem em 99. Ele conseguiu ser eleito senador com apoio da Rosinha e Garotinho, não podemos esquecer disto. Hoje são inimigos mortais, só ver o blog do Garotinho para ver que o clima é de animosidade. Vê-se aí uma clara e objetiva situação: infidelidade partidária. Não é o caso de expulsão de partido, mas vemos que há uma fidelidade ao seu bel prazer, as suas “necessidades”. Sim a política brasileira é assim. Baseada nisto falo que Ibsen está vendo seu lado e Cabral o seu, e não poderão sentar para trocar figurinhas e fazer um acordo. Cabral foi um fraco de não ter ido a Câmara Federal para bater de frente com a emenda, mas também Ibsen não iria render-se aos encantos de Cabral. Pense bem essa emenda conseguiu colocar Ibsen bem cotado em seu estado e em outros. Mas nem todos gaúchos admiram Ibsen. Veja essa matéria que tem vídeos de três prefeitos que são prejudicados no Rio Grande do Sul.
    Então nobre colega não podemos contar no nosso país com o discurso que os “dois são do mesmo partido e eles que se entendam”. Continue com esse pensamento e voltaremos a ditadura.
  3. “E pra terminar, dizer …” que o processo democrático nos dá o direito de expressarmos nossa opinião e nossa indignação com emendas como esta. Como a própria batalha da lei da homofobia. Pq eles podem fazer passeatas com faixas e “todos” aplaudirem e nós fluminenses não podemos fazer a nossa em favor do nosso Estado? Lamento muito seu posicionamento, mas respeito!

VIDA LONGA AO RIO DE JANEIRO!!!!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: